O Cio das Gatas!

O Cio das Gatas!

O cio nas fêmeas:

Como os gatos são animais solitários, têm de se encontrar para se poderem reproduzir. Assim, a fêmea deve revelar sinais claros e evidentes da sua predisposição para o encontro sexual, que vão originar uma mudança na atitude diária que afetará o respetivo comportamento: miar com intensidade e de modo persistente, roçar-se e rebolar-se para mostrar disponibilidade e até depositar pequenas quantidades de urina fora da caixa de areia para marcar o seu espaço. Mesmo animais calmos e silenciosos, passam a miar de forma intensa, principalmente durante a noite, o que pode perturbar o sono do tutor — e da vizinhança!

O cio nos machos:

Durante a época de cio das fêmeas, o gato macho marcará o território com pequenas quantidades de urina carregada de feromonas para atrair sexualmente a fêmea. Este comportamento é conhecido como marcação sexual e o gato irá fazê-lo urinando na forma de spray em móveis, paredes e todo o tipo de superfícies verticais. O odor pode ser bastante desagradável e difícil de eliminar. Além disso, também se torna mais agressivo para com os outros gatos machos e até com o dono, podendo facilmente entrar em conflito e inclusive fugir de casa.

Quanto tempo dura o cio?

O cio das gatas é bastante diferente do período reprodutivo de outros animais e a duração e os intervalos mudam de acordo com o ambiente. O cio dura entre 5 e 20 dias, mas isso pode mudar se a fêmea conseguir detectar (visão, cheiro ou audição) gatos machos. Então o ciclo pode ter início novamente e repetir-se em intervalos de 5 a 20 dias até ao final de Junho.

O que fazer?

Para evitar os incómodos típicos do cio, a principal recomendação dos médicos- veterinários — e única alternativa, de fato, funcional — para os animais, é a esterilização. A cirurgia, além de evitar as alterações de comportamento, impede uma gravidez indesejada e previne várias doenças (infecções uterinas e tumores mamários, p.e), garantindo uma vida mais saudável e tranquila para gatos e gatas.